Meu Futuro Digital, Softtek e Ser Mulher em Tech se unem para conectar mulheres ao mercado de tecnologia

Meu Futuro Digital, Softtek e Ser Mulher em Tech se unem para conectar mulheres ao mercado de tecnologia

Mesmo sendo a maioria entre a população brasileira (52,54%), as mulheres representam apenas 20% das profissionais do mercado de tecnologia, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio do IBGE. Um estudo feito pela Revelo mostra que as mulheres preenchem somente 13% das candidaturas para cargos de desenvolvimento, mesmo com a área de tecnologia sendo uma das que mais crescem no mundo. No Brasil não é diferente: só entre o período de janeiro e setembro de 2020 houve um aumento de 63% no número de vagas em TI, comparado ao ano anterior, segundo o Banco Nacional de Empregos. 

Para estimular a entrada de mulheres no mercado de tecnologia da informação, a ONG Meu Futuro Digital conectou a empresa global de serviços de TI, Softtek, com o projeto Ser Mulher em Tech. Nessa parceria, a Softtek apoiará a 2ª edição do Programa de Mentoria do projeto, atuando com algumas executivas de TI de diversas empresas do mercado brasileiro como mentoras de mulheres que desejam ingressar na área. As mentoradas serão selecionadas pela equipe de voluntárias do Ser Mulher em Tech e apresentadas para a equipe de mentoras. Após o término do período de mentoria, as jovens serão direcionadas para formações e vagas de TI tanto da Softtek quanto de outros parceiros interessados em ampliar a participação feminina em suas empresas. 

“Hoje o nosso quadro de colaboradores na Softtek Brasil é formado por 27% de mulheres. Queremos aumentar cada vez mais esse número, e sabemos que essa ação irá habilitar esse crescimento. Além disso, com a parceria, pretendemos aumentar a presença de mulheres em nossa liderança, que hoje representa 30%. Além de promover um ambiente mais diverso, vejo que a liderança feminina traz para as instituições uma visão mais ampla e completa”, comenta Ana Dividino, vice-presidente de negócios na Softtek.

Para Cecília Marshall, Executiva de Marketing da América Latina da SAP e fundadora do Projeto Ser Mulher em Tech, a iniciativa fortalece o propósito do projeto de inspirar mais meninas e mulheres a seguirem carreira em tecnologia e trazê-las para a área. “Sabemos muito bem da realidade. São muitas mulheres talentosas que só precisam ser orientadas e direcionadas para a área. São muitas meninas que não consideram tecnologia como uma área a seguir em suas carreiras. Com a parceria, vejo uma aceleração na mudança do cenário. Mas ainda temos muito a ser feito”, explica.

Já Rubem Duek, Cofundador e CEO do Meu Futuro Digital, destaca que a ONG visa ampliar cada vez mais o número de mulheres em tecnologia. “Seguimos com o objetivo de transformar o mercado de TI num lugar cada vez mais diverso. Temos muitos talentos ocultos no Brasil, especialmente mulheres, que precisam ter a oportunidade e saber que a tecnologia também é um ambiente para elas”, conclui. 

 

Sobre o Meu Futuro Digital

O Meu Futuro Digital é um movimento com o propósito de transformar o Brasil para o futuro do Trabalho e da Educação por meio da Tecnologia da Informação. Um ecossistema de empresas e entidades que tem a intenção estratégica de acelerar a inclusão de jovens e profissionais nas áreas de STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics), de modo a promover inclusão por meio da formação, mentoria e emprego de alta renda na área de TI no Brasil.

 

Sobre a Softtek

Fundada em 1982, a Softtek é uma empresa global de serviços de TI, considerada uma das maiores no setor com origem na América Latina. Com amplo portfólio de produtos e soluções que transformam os negócios, a Softtek ajuda as empresas da Global 2000 a evoluírem de maneira fluida e constante desde a concepção e construção até a execução de estratégias digitais. No Brasil, a empresa possui escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza.

Para mais informações sobre a Softtek, acesse https://www.softtek.com/pt/ ou siga @Softtek nas mídias sociais.

 

Sobre o Ser Mulher em Tech

Comenta-se que a falta de mulheres modelos é uma das razões para meninas não se interessarem por tecnologia.

O Projeto #SermulherEmTech #Inspirar #Encantar é um coletivo de mulheres voluntárias e foi fundado em 2016. Ele objetiva maravilhar meninas e mulheres em relação às características da carreira em tecnologia e instigar seu interesse, através de histórias de executivas que optaram em seguir sua vida profissional em tecnologia e que se sentem muito realizadas com o caminho que escolheram.

Através de diversas atividades promovidas pelo #SerMulherEmTech, como eventos, Programa de Mentoria, entre outras, meninas e mulheres tem a oportunidade de conhecer profissionais com uma trajetória fantástica que lhe servem como inspiração.

O Projeto conta com mais de 80 executivas voluntárias e já impactou mais de 2,500 meninas, 

Para mais informações, acesse: www.sermulheremtech.com 

Gabriella Visciglia